quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Curso de Atualização em Mamografia para Técnicos em Radiologia.

Informações para Inscrição:


Período de inscrição: Do dia 02 de fevereiro até o dia 04 de março de 2018, você poderá realizar sua inscrição on-line neste site: http://www2.inca.gov.br
ATENÇÃO:
As inscrições ficarão abertas até dia 04 de março ou até completarem as vagas oferecidas. Vagas oferecidas: 120 vagas
Pré-requisito:
·         Ter vínculo empregatício com serviços de radiologia onde realiza Mamografias.
Documentos necessários:
·         Cópia (fr/vs) da Carteira de Identidade Profissional (CRTR) dentro da validade;
·         Carta de apresentação da Instituição, em papel timbrado, devidamente assinada e carimbada pelo Coordenador do Serviço de Radiologia, comprovando pré-requisito (a carta deve estar, obrigatoriamente, no modelo disponibilizado.
ATENÇÃO:
O envio de documentação incompleta e/ou ilegível implicarão no cancelamento da inscrição. Nesse caso, o candidato poderá refazer sua inscrição corretamente, caso ainda haja vaga.
Posteriormente à finalização de sua inscrição, você receberá um e-mail informando se sua inscrição foi efetivada (verifique também a sua caixa de spam). As documentações serão analisadas e, após a seleção, de acordo com os critérios abaixo, será divulgado o resultado do processo seletivo neste site.
Critério(s) de Seleção: 
As vagas serão preenchidas por ordem de efetivação de inscrição, considerando os primeiros 120 candidatos que se inscreveram no site e enviaram a documentação correta e legível, conforme orientado.

Data do resultado da Selecção: 

A partir das 14h do dia 19 de março de 2018.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Conselho assegura direito de fiscalizar clínicas de Radiologia Odontológica

Após nove anos de batalha judicial, o Conselho Regional de Técnicos em Radiologia de Goiás e de Tocantins (CRTR 9ª Região) venceu o processo contra o Conselho Regional de Odontologia de Goiás (CRO/GO) e assegurou o direito de fiscalizar clínicas especializadas em Radiologia Odontológica.  A decisão foi proferida pelo TRF-1, em consonância com o entendimento do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no julgamento de Recurso Especial interposto nos autos da Apelação Cível n.º 2009.35.00.009153-0/GO.
Na sentença, o magistrado ponderou o impacto da decisão: "Com efeito, este Tribunal decidiu em consonância com o STJ no sentido de que a atividade mais abrangente exercida pela parte recorrida é a que determina a que Conselho deve ser feita a sua inscrição", cunhou. Importante destacar que houve o trânsito em julgado da decisão, ou seja, não há mais chances de recurso. Segundo o assessor jurídico do CONTER, doutor Marcelo Pinto da Silva, tecnicamente a decisão só vale entre as partes, mas, como é a sentença de um tribunal regional federal, tem peso para refletir em todo o país. “O processo é inequívoco no sentido de reafirmar a legitimidade dos Conselhos de Radiologia”.
“Sendo assim, essa jurisprudência pode ser usada em todas as situações que houver impedimento à fiscalização”, afirma.  O presidente do CRTR 9ª Região, Eduardo Lyra, lamenta a longa duração do processo e a importância da decisão para o controle jurisdicional das técnicas radiológicas. "O CRO entrou com uma ação para impedir a fiscalização dos Conselhos de Radiologia e levamos nove anos de muito trabalho para provar o óbvio, para provar que temos o direito e o dever fiscalizar o exercício das técnicas radiológicas. Agora, vamos combater o exercício ilegal da profissão em todas as frentes para garantir a segurança dos profissionais e pacientes", afirma.  

O presidente do CONTER, Manoel Benedito Viana Santos, comemora a decisão e espera que as empresas de radiologia odontológica se submetam à fiscalização. "Combatemos o bom combate e provamos nossa competência. Vamos atuar com respeito e dentro dos limites da lei. Em contrapartida, esperamos que as resistências sejam dissipadas e as clínicas especializadas em radiologia odontológica se submetam à fiscalização. Não existe mais espaço para quem vive à margem da lei", finaliza. Fonte: Ascom CONTER
11/02/2018.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

NOVA IDENTIDADE DA RADIOLOGIA

 A categoria votou e escolheu o modelo do novo Registro Profissional

No dia 8 de novembro de 2017, o Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (CONTER) lançou a campanha para eleger a nova identidade dos profissionais das técnicas radiológicas. Durante quase três meses, a categoria votou e escolheu como vai ser o novo registro profissional da Radiologia.
A votação foi apertada. No total, foram computados 17.436 votos: 8.021 pessoas votaram no Modelo 1, CARTÃO AMARELO (46%); 7.149 votaram no Modelo 3, CARTÃO VERDE (41%); e 2.266 pessoas votaram no Modelo 2, CARTÃO AZUL (13%).
O presidente do CONTER Manoel Benedito Viana Santos afirma que a troca das identidades de papel pelo cartão magnético com chip começa ainda em 2018. “Para os profissionais que já possuem registro, vamos fazer a troca do documento gratuitamente. Assim que for concluída a contratação do fornecedor, o que deve acontecer dentro dos próximos dias, anunciamos o calendário de trocas”, informa.
No primeiro módulo, cerca de 52 mil identidades de papel serão trocadas por cartões magnéticos com chip. Além de oferecer o serviço nas sedes dos Conselhos Regionais de Técnicos em Radiologia (CRTRs), o CONTER vai contratar unidades móveis para atender a categoria no interior do país. Não vai ser possível ir a todas as cidades, mas os Conselhos vão se aproximar o máximo possível da categoria para facilitar a troca. Fonte: CONTER

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Indiano morre após ser sugado por máquina de Ressonância Magnética

Rajesh Maru, 32 anos, estava carregando um cilindro de oxigênio
Um homem morreu após sugado por uma máquina de ressonância magnética no hospital Nair, na Índia, enquanto visitava um parente.Rajesh Maru, 32 anos, foi puxado pelo aparelho ao entrar na sala carregando um cilindro de oxigênio, segundo informações divulgadas pelo Daily Mail.
“Prendemos um médico e um funcionário do hospital por negligência”, disse Deepak Deoraj, porta-voz da polícia local. Relatórios iniciais consideram que a inalação de oxigênio líquido devido ao impacto teria causado a morte de Rajesh. Ramesh Bharmal, representante do hospital, disse que uma investigação interna está em andamento para confirmar como o acidente ocorreu.
Jitendra Maru,  tio da vítima que estava presente na ocasião,  contou que o funcionário do hospital pediu a Rajesh para carregar o cilindro de oxigênio e teria garantido que a máquina de ressonância magnética estava desligada. “Estamos devastados”, disse Maru em entrevista ao jornal. O governo indiano determinou o pagamento de cerca de R$ 20 mil à família como compensação pelo ocorrido.
Máquinas de ressonância magnética criam um forte campo magnético para produzir imagens dos órgãos. Objetos de metal são atraídos ao aparelho e, portanto, não devem estar presentes na sala.
Fonte: Por Redação29 De Janeiro De 2018

http://www.folhadoestado.com.br/indiano-morre-apos-ser-sugado-por-maquina-de-ressonancia-magnetica/