quinta-feira, 16 de março de 2017

Nanopartículas de óxido de ferro O substituto seguro ao Gadolínio no contraste à RM

Em casos raros, verificou-se que os agentes de gadolínio atualmente utilizados produzem efeitos adversos em doentes com insuficiência renal.
Uma nova nanopartícula de óxido de ferro, especialmente revestida, desenvolvida por uma equipe no Massachutsetts Institute of Technology – MIT – poderá fornecer uma alternativa aos agentes de contraste convencionais, que são baseados em gadolínio e utilizados para os procedimentos de ressonância magnética (MRI). A tecnologia de MRI, que é usada para observar detalhes de órgãos específicos ou vasos sanguíneos tem sido muito importante para o diagnóstico médico nas últimas décadas. Cerca de um terço dos 60 milhões de procedimentos de MRI, realizados anualmente em todo o mundo, usam agentes que melhoram o contraste, na sua maioria contendo o elemento gadolínio. Embora esses agentes de contraste tenham provado serem mais seguros durante muitos anos de uso, alguns efeitos colaterais raros, mas significativos, têm aparecido em um subconjunto pequeno de pacientes. A nova pesquisa apresenta um substituto mais seguro. Em vez de agentes de contraste à base de gadolínio, os pesquisadores descobriram que eles podem produzir contraste similar de MRI com minúsculas nanopartículas de óxido de ferro, tratadas com um revestimento de zwitterion (zwitterions são moléculas que têm áreas de cargas elétricas positivas e negativas, que cancelam para torná-las neutras em geral). Os resultados foram publicados há menos de um mês (fevereiro/2017) na Proceedings of the National Academy of Sciences em um documento de Moungi Bawendi, professor de Química no MIT; Ele Wei, pós-doc do MIT; Oliver Bruns, cientista de pesquisa do MIT; Michael Kaul ,do University Medical Center Hamburg-Eppendorf  na Alemanha; e 15 outros. “Na última década, mais e mais efeitos colaterais vieram à luz” dos agentes de gadolínio, diz Bruns, o que levou a equipe de pesquisa a buscar alternativas. “Nenhuma dessas questões existe para o óxido de ferro”, pelo menos nenhuma que ainda tenha sido detectada, diz ele.
A descoberta chave desta equipe foi combinar duas técnicas existentes: fazer partículas muito pequenas de óxido de ferro, e anexar certas moléculas (chamados ligantes de superfície) para o exterior dessas partículas para otimizar suas características. O núcleo inorgânico de óxido de ferro é pequeno o suficiente para produzir um contraste positivo pronunciado na ressonância magnética e o ligante de superfície zwitterions, recentemente desenvolvido por Wei e colaboradores no grupo de pesquisa Bawendi, torna as partículas de óxido de ferro solúveis em água, compactas e biocompatíveis. A combinação de um minúsculo núcleo de óxido de ferro e uma casca de ligando ultrafinos leva a um diâmetro hidrodinâmico total de 4,7 nanômetros, abaixo do limiar de depuração renal de 5,5 nanômetros. Isso significa que o óxido de ferro revestido deve rapidamente passar pelos rins e não se acumular. Esta propriedade de depuração renal é uma característica importante onde as partículas desempenham um desempenho comparável com os agentes de contraste à base de gadolínio.
Agora que testes iniciais demonstraram a eficácia das partículas como agentes de contraste, Wei e Bruns afirmam que o próximo passo será fazer mais testes toxicológicos para mostrar a segurança das partículas e continuar a melhorar as características do material. “Não é perfeito, temos mais trabalho a fazer”, diz Bruns. Para alguns pacientes que estão atualmente excluídos da obtenção de ressonância magnética por causa de potenciais efeitos colaterais do gadolínio, os novos agentes “poderiam permitir que esses pacientes sejam elegíveis novamente” para o procedimento, diz Bruns. E, se ele revelar que a acumulação de gadolínio no cérebro tem efeitos negativos, uma eliminação global de gadolínio para tais usos poderia ser necessária. “Se isso acontecesse, isso poderia ser uma substituição completa”,

diz (fonte: News Medical Net – foto: meramente ilustrativa) (http://www.radiologiaempauta.com.br)

quarta-feira, 1 de março de 2017

Ministério da Saúde lança cadastro para mapear necessidade de equipamentos nos serviços de saúde

Gestores têm até o dia de 30 de março para informar a pasta os tipos de equipamentos e materiais permanentes. Medida servirá para a criação de um mapa das necessidades dos estados, reforçando o atendimento a milhares de pessoas que dependem do SUS
            O Ministério da Saúde, em iniciativa inédita, acaba de lançar um cadastro para que todos os gestores possam informar a pasta quais equipamentos e materiais permanentes estão faltando para ampliar o atendimento e a assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é promover um levantamento detalhado sobre a necessidade de aquisição e distribuição de desses produtos para regiões com maiores vazios assistenciais. Os dados levantados permitirão estudo de ações regionalizadas e integradas do Governo Federal. O cadastro das unidades deve ser feito até 30 de março, por meio de um formulário disponibilizado no site www.saude.gov.br.
A medida está aliada à informação e transparência, que são consideradas prioridades pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros. “Com o preenchimento correto desse formulário teremos condições de fazer um estudo minucioso das áreas das unidades de saúde que mais precisam de equipamentos de diagnóstico, como ressonância magnética, mamógrafos, tomógrafos e raio-x e/ou de terapia, como desfibrilador, bisturi elétrico e laser oftalmológico”, destacou o ministro da Saúde.
Todas as instituições que prestam serviço assistencial em saúde podem preencher o formulário e participar da seleção, que terá critérios específicos para cada tipo de equipamento e os devidos parâmetros para implantação, infraestrutura e especialidades da unidade, recursos humanos disponíveis, além da capacidade de funcionamento e financiamento dos serviços.
Após o preenchimento do formulário e análise das áreas técnicas do Ministério da Saúde, serão selecionadas as instituições que receberão os equipamentos, de acordo com o quantitativo e, principalmente, com as áreas de maiores vazios assistenciais. “Queremos reforçar o atendimento onde há mais carência atualmente, levando equipamentos de última geração para as unidades que comprovarem capacidade técnica, financeira e, claro, expertise para gerenciar as novas máquinas”, concluiu Barros. 
Por Gustavo Frasão, da Agência Saúde

Atendimento à Imprensa - (61) 3315-3533/3580

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Hospital de Câncer de Barretos Abre Processo Seletivo

O departamento de Radioterapia do Hospital de Câncer de Barretos abriu processo seletivo para contratação de processadores de imagem – Dosimetrista. O profissional vai atuar no setor realizando planejamentos, delineamentos, controles de qualidade, todos os passos para a conclusão da ficha técnica de tratamento do paciente.
Além disso, vai participar também da implementação de novas tecnologias, supervisionando os processos realizados pelos técnicos de radiologia, assim como da parte administrativa.
Por se tratar de uma área multidisciplinar, toda tarefa desenvolvida é feita em conjunto com médicos, físicos e/ou técnicos em radiologia.
Pré-requisitos
O candidato deve ser Técnico em radiologia (com experiência comprovada de no mínimo dois anos de atuação), tecnólogos em radiologia ou ter feito residência/ aprimoramento em dosimetria clínica.
Além de ter habilidade para utilizar computadores, atuar em dedicação exclusiva e disponibilidade de 44 horas semanais.
Inscrições
As inscrições vão de 26 de outubro a 08 de novembro. Para se candidatar, o interessado na vaga deve enviar o currículo em formato PDF para o endereço eletrônico alex.rh@hcancerbarretos.com.br com cópia para fmdcesar@yahoo.com.br, colocndo no campo assunto – Candidato ao Processo Seletivo para Vaga de Dosimetrista – Radioterapia.
Para mais informações sobre o processo consulte o edital.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

PROJETO DE CERTIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA MÉDICA REÚNE IRD E INMETRO

      O presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear, Renato Machado Cotta, e o presidente do Inmetro, Carlos Augusto de Azevedo, se reuniram, no IRD, no último dia 15 de fevereiro, para discutir sobre a certificação de pessoas em proteção radiológica para atuação na área médica, no que diz respeito a raios X diagnóstico e odontológico.
        O objetivo é instituir um programa nacional que possa atestar habilidades e competências em proteção radiológica e sirva de requisito para a atuação profissional. A certificação seria concedida pelo IRD, instituto vinculado à Diretoria de Radioproteção e Segurança Nuclear (DRS) da CNEN.
    O diretor de Radioproteção e Segurança Nuclear da CNEN, Paulo Heilbron, e o diretor do IRD, José Ubiratan Delgado, participaram do encontro. O projeto envolverá a acreditação pelo Inmetro, organismo responsável pela tarefa no país e que concedeu a designação do IRD em 1988 para ser o Laboratório Nacional de Metrologia das Radiações Ionizantes.
    O presidente do Inmetro destaca a importância desse trabalho, que se refletirá principalmente na melhor assistência e proteção às pessoas e, por outro, haverá  um impacto econonômico importante, pois melhores práticas implicam em menores custos na área de saúde. O gestor reforçou o lado positivo dessa parceria Inmetro-CNEN, via IRD, ou seja, entre agentes que já têm tradição em trabalho conjunto.
   Cotta ressaltou o ganho de qualidade que a entrada “dos especialistas mais capacitados do país vai significar, colocando todo o conhecimento da CNEN à disposição da sociedade.” Heilbron afirmou que um projeto dessa natureza, envolvendo a área médica, representa benefícios diretos extremamente importantes para a sociedade
    A regulamentação da certificação de pessoas é internacionalmente estabelecida pela Norma ISO 17024, que apresenta os requisitos gerais para instituições certificadoras, objetivando a acreditação destas em um sistema de qualidade.
   “Os beneficiários diretos do projeto seriam os próprios profissionais e pacientes das práticas médicas que envolvam o uso de radiação ionizante no Brasil, pois terão maior qualidade e buscarão aperfeiçoar os procedimentos realizados por profissionais de capacidade certificada por órgão competente”, atesta a pesquisadora Lidia Vasconcellos de Sá, que coordena o trabalho pelo IRD.
  “Isso, obviamente, representa maior segurança para as pessoas envolvidas em atividades próximas às instalações dos equipamentos e a otimização das exposições médicas para a população. Afinal, trata-se de aprimorar ainda mais a capacidade técnica dos profissionais envolvidos em cada prática”, explica Delgado.
   Dando seguimento ao projeto, as próximas etapas vão envolver reuniões técnicas com a Anvisa e vários agentes atuantes na formação e capacitação de pessoal e que possuem interesses comuns ao proposto pelo IRD/CNEN.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Projeto obriga conselhos profissionais a divulgar dados de cadastrados

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 1944/15, do deputado Veneziano Vital do Rêgo (PMDB/PB), que obriga os conselhos profissionais a disponibilizar informações básicas sobre todos os profissionais registrados. 
De acordo com o texto, os conselhos devem informar sobre o nome, o número de registro, a especialidade e o local de trabalho de profissional. A consulta poderá ser feita pela internet.

Segundo o autor, a ideia é facilitar o acesso a informações na hora de contratar o profissional.

Serviço público
Ele argumenta que, por exercerem serviço público, os conselhos profissionais têm a obrigação de garantir o acesso à informação.

“Essa fiscalização exercida pelos conselhos profissionais visa a conferir à sociedade confiança e tranquilidade em sua relação com os mais diversos profissionais que possuem sua profissão regulamentada”, justifica o parlamentar.

Tramitação
O projeto será analisado de forma conclusiva pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Constituição e Justiça e de Cidadania.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

PL-1944/2015
Reportagem – Emanuelle
Edição – Newton Araújo


FONTE: Agência Câmara Notícias “TRABALHO E PREVIDÊNCIA”

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Curso de Atualização em Mamografia para Técnicos em Radiologia

Período de realização: Dias 28 de março a 28 de maio de 2017
Duração máxima: 62 dias
Modalidade: A distância

Caracterização das aulas: Teóricas


Local: Ambiente virtual de aprendizagem (http://ead.inca.gov.br)


Avaliação: Questões de múltipla escolha ao final de cada Unidade.


Critério(s) para certificação: Será considerado aprovado, com direito ao certificado de conclusão do curso, o discente que obtiver aproveitamento de 60% (nota maior ou igual a 6,0) na média geral das sete avaliações.

ATENÇÃO:
O aluno imprimirá seu certificado por meio do link disponível na página inicial do curso, mediante a aprovação nas avaliações propostas.
Período de realização: Dias 28 de março a 28 de maio de 2017
Duração máxima: 62 dias
Modalidade: A distância

Caracterização das aulas: Teóricas


Local: Ambiente virtual de aprendizagem (http://ead.inca.gov.br)


Avaliação: Questões de múltipla escolha ao final de cada Unidade.


Critério(s) para certificação: Será considerado aprovado, com direito ao certificado de conclusão do curso, o discente que obtiver aproveitamento de 60% (nota maior ou igual a 6,0) na média geral das sete avaliações.


ATENÇÃO: 
O aluno imprimirá seu certificado por meio do link disponível na página i Informações para Inscrição:


Período de inscrição: Do dia 10 de fevereiro até o dia 05 de março de 2017, você poderá realizar sua inscrição on-line neste site.


ATENÇÃO:
Para sua inscrição ser efetivada é necessário o envio imediato dos documentos necessários, conforme orientação abaixo. Serão canceladas todas aquelas que não tiverem a documentação correta anexada.

Vagas oferecidas: 120 vagas

Pré-requisito:

  • Ter vínculo empregatício com serviços de radiologia onde realiza mamografias.
Documentos necessários:
  • Cópia (fr/vs) da Carteira de Identidade Profissional (CRTR);
  • Carta de apresentação da Instituição, em papel timbrado, devidamente assinada e carimbada pela chefia imediata, comprovando pré-requisito (MODELO).
Envio dos documentos necessários: Os documentos deverão ser enviados através de up-load, na aba "Envio de documentos", em formato pdf, imediatamente após realização da inscrição on-line. De preferência, salve toda documentação em um único arquivo pdf.

ATENÇÃO:

  • O não envio imediato ou o envio de documentação incompleta ou ilegível implicarão no cancelamento da inscrição. Nesse caso, o candidato poderá refazer sua inscrição e enviar os documentos corretamente, caso ainda haja vaga.
  • Após anexar os documentos na aba "Envio de documentos" não será gerada nenhuma tela de confirmação. Posteriormente, você receberá um e-mail informando que sua inscrição foi efetivada (verifique também a sua caixa de spam). As documentações serão analisadas e, após a seleção, de acordo com os critérios abaixo, será divulgado o resultado do processo seletivo.
Critério(s) de seleção: Serão selecionados os 120 primeiros candidatos que tiverem sua inscrição efetivada.
Data do resultado de seleção: A partir das 12h do dia 10 de março de 2017.

nicial do curso, mediante a aprovação nas avaliações propostas.

Nova mamografia antecipa diagnóstico e aumenta conforto da mulher

Procedimento usa técnica de emissão de partículas atômicas em lugar dos raios-X.
Câncer de mama: criado por espanhóis, o Mammi poderá detectar o tumor antes mesmo que a primeira lesão seja formada (Molecular Imaging Instrumentation/Divulgação/VEJA/VEJA)
Um novo exame de tomografia específico para a detecção do câncer de mama, especialmente em estágio inicial, foi apresentado por pesquisadores do Conselho Superior de Investigações Científicas da Espanha. Além de propiciar maior conforto à mulher, uma vez que o dispositivo não comprime as mamas, como no exame tradicional, o novo aparelho possibilita os mais altos índices de sensibilidade e a melhor resolução de imagem disponível no mercado, já que usa técnica de tomografia por emissão de pósitrons (partículas positivas de um átomo) – as atuais mamografias são feitas com raio-X das glândulas mamárias.
Chamado Mammi (mamografia por imagem molecular, na sigla em inglês), o aparelho está instalado no Instituto Nacional do Câncer de Amsterdã, na Holanda. A maior inovação está na maneira como a imagem da mama é captada. A paciente fica deitada de bruços sobre uma mesa especial, com o seio encaixado em uma cavidade especialmente projetada para esse fim. Ao lado da maca, é posicionado um carrinho incorporado ao sistema de detecção de imagem, que é feito com sensores de raios gama.
A imagem é obtida, então, sem a compressão dos seios, graças ao detector em formato de anel que circula a abertura da cavidade onde está a mama. “O aparelho melhora significativamente a visualização e o diagnóstico, porque, às vezes, tumores estão bem próximos à base do músculo peitoral”, diz José María Benlloch, coordenador do estudo e diretor do Instituto de Instrumentação de Imagem Molecular da Espanha.
Com a nova técnica, os cientistas esperam antecipar em um ou dois anos os tratamentos para o câncer de mama. Isso porque, enquanto os procedimentos atuais conseguem detectar apenas as lesões já visíveis, o Mammi irá medir a atividade metabólica do futuro tumor e sinalizar o começo da formação da doença.
As células cancerígenas, identificadas devido a seu alto consumo de glicose, poderão, assim, ser detectadas antes mesmo da formação da primeira lesão. O diagnóstico precoce pode reduzir a mortalidade pela doença em até 29%.
FONTE:
http://veja.abril.com.br/saude/nova-mamografia-antecipa-diagnostico-e-aumenta-conforto-da-mulher/

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

A dignidade do CONTER!!!


        O blog fez um comentário de uma noticia vinculada no site do conter com o título “Maranhão”, só que depois de vários comentários nas mídias sócias e por este blog é claro, o conter por solicitação de sua regional ”Crtr17” corrigiu a reportagem dando méritos ao sindicato (SINTAREMA).




quarta-feira, 12 de outubro de 2016

“Conter” Vergonha Alheia!!!

            O site do conter traz uma reportagem com o titulo “Maranhão” onde faz referência a uma Lei Municipal que vem trazer direitos e garantias para os profissionais da Radiologia da capital Maranhense, só que comete o erro da OMISSÃO e/ou APROPRIAÇÃO ao não citar o nome do Sindicato dos Técnicos em Radiologia do Estado do Maranhão (SINTAREMA) como AUTOR de fato do Projeto de Lei Municipal, que foi requerido pelo Vereador PAVÃO FILHO, sendo aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal de São Luís, sancionado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior e já publicado no Diário Oficial do Município. 
          #. Vergonha Alheia.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

08 de Novembro Dia dos RADIOLOGISTAS


          Homenagem do SINTAREMA aos Profissionais da Radiologia.

            Nossa maior conquista é  o reconhecimento  da  categoria  que avança  dia   após   dia,  resultado  do  empenho    e   da   perseverança daqueles  que  exercem  a  profissão e  das  lideranças  que  atuam  em defesa dos interesses da categoria, mesmo diante de toda a diversidade.

          É  com muito orgulho que o SINTAREMA–Sindicato dos Técnicos Tecnólogos   e   Auxiliares    do   Estado   do   Maranhão  tem  a  honra de  parabenizar  todos  os  Profissionais das Técnicas Radiológicas pelo seu dia.